20 de nov de 2010

odeio (...)

Por vezes odeio pensar que foste a pessoa mais importante da minha vida, por vezes odeio pensar como fui eu gostar de ti, uma pessoa tão horrível e cruel. Mas é assim não tenho como mudar isto … o coração está mole e a força está escondida mas também cansada por se ter gasto e ter estado presente durante muito tempo, pois, fingi ser forte mesmo que por dentro soubesse o quanto me custava tudo isto mas consegui não mostrar o que sentia e não mostrei ser fraca sorrindo sempre que possível mas algum dia sei que isso terminaria, sei que a minha força se iria esconder e sei que nesse momento eu iria deixar de conseguir fingir estar bem, enfim, esse dia chegou (…) Mas valorizo o que fui enquanto a ‘minha força’ esteve presente porque sei do quanto esta força foi poderosa, capaz de vencer tudo mas como tudo, acabou. Felicidade, um termo do passado, um termo com significado feliz e sorridente mas como disse, foi passado e foi talvez também uma mentira tudo o que ‘vive-mos’. Acho que te disse muitas vezes que eras importante para mim e também que eras a minha vida e também esqueces-te isso… mas digo-te que sempre que o disse fui verdadeira e também te disse que eras a pessoa mais importante da minha vida, isso foi a maior verdade que disse em toda a minha vida. Peço-te desculpa se não o disse da forma mais correcta ou se quando o disse não acreditas-te mas eu não tenho a culpa, estou de consciência tranquila sei que não menti e também sei que jamais irás ouvir isso da boca de alguém de uma forma tão verdadeira como eu te disse. Mas o tempo passou e passou de uma forma tão rápida que nem me apercebi do que se passava à minha volta, acabou o que tinha-mos, acabou-se as discussões que eu gostava e sabes porquê ? Porque conseguia-mos sempre ultrapassa-las e quando isso acontecia fazia-me chegar à conclusão que era mesmo aquilo que eu queria e que nunca iria ter um fim mas teve e cheguei à conclusão que tudo o que é bom acaba depressa. E querer mostrar que não me és nada ainda me faz sentir pior.

Ps: peço desculpa àqueles que me têm perguntado o que tenho e respondo ‘nada’, apenas tenho andado um pouco em baixo nos últimos dias….